Segredo da Victoria: Sexy é Ser Inovadora

Imagine o seguinte cenário. Você vende roupa íntima feminina com o propósito de definir o que é ser sexy. Isso levou você à liderança do mercado. O mundo mudou e você demorou demais para se adaptar. Por isso, perdeu espaço. Agora você está em crise. Você sabe que o remédio mais eficaz é a inovação – acessível à todos. Decide seguir o protocolo de tratamento: repensar todo seu negócio. Eis suas ações.

Você entende que tudo começa pelo propósito do negócio. Você define que ser sexy deixa de ser relevante. Você opta por levantar nova bandeira. Seu negócio vai advogar mundialmente em prol do empoderamento feminino. Novas mulheres representarão a imagem do seu negócio. Saem aquelas outrora escolhidas pelas proporções físicas. Entram aquelas famosas por suas realizações sociais ou profissionais.

Você redefini o problema que seu negócio resolve. Você decide que precisa deixar de girar em torno do que os homens querem. O que importa agora é o que elas querem. Novo público. Maior e com diferentes necessidades. Você ouve que elas querem produtos adequados aos seus corpos naturais. Querem qualidade de vida. Querem respeito. E acima de tudo: funcionalidade.

Você reelabora sua proposta de valor. Ajudar suas clientes no trabalho de amamentação, na prática de esporte e no exercício profissional exige readequação e incorporação de novos produtos e serviços. Mais que isso. Seus produtos devem dizer agora que suas clientes merecem o devido respeito por suas contribuições sociais.

Já está claro para você que seu modelo de negócio precisa mudar. Você opta por quebrar uma longa tradição de relacionamento com seus clientes através de somente mídias visuais. Você agora lança um podcast. A mensagem é clara: vamos ouvir o que as mulheres tem a dizer.

Você pode ser o responsável pela Victoria’s Secret – companhia de bilhões de dólares e com dezenas de milhares de funcionários – ou por qualquer outro negócio. É certo que na crise ou antes dela o melhor é inovar. Fazer isso é arriscado. Não fazer, o risco é muito maior.

People photo created by wirestock – www.freepik.com

Este conteúdo foi útil para você?