“Como começo minha startup?”

Há quatro passos básicos para quem pensa em começar uma startup. Mesmo seguindo-os, sua startup muito provavelmente vai quebrar. A boa notícia é que seguindo essas recomendações, você terá ânimo e recursos para tentar novamente. Geralmente acontecem 4 quebras antes do primeiro sucesso.

Passo 1: Comece a estudar.

É sério. Não há como escapar disso. Independentemente do tempo de atuação profissional que você tem no mercado que pretende empreender, você deve começar a estudar sobre startups e sobre inovação aberta. Ferramentas e metodologias de desenvolvimento de negócios tradicionais não funcionam para negócios disruptivos e escaláveis. É necessário fazer muita lição de casa. Em especial, você faz bem em aprender o que é problema (empresarial ou social), proposta de valor, modelo de negócio  e, principalmente, o que é inovação.

Passo 2: Comece a frequentar eventos para empreendedores.

Provavelmente você não será tão disciplinado em seguir o passo 1. E, mesmo que o seja, ainda assim você não conseguirá fazer um bom negócio sozinho. Startup é sobre trabalho em equipe. Você terá que encontrar sócios para o negócio que complementam suas habilidades. Se você ainda não conhece ou participa de um ecossistema empreendedor, comece agora! Além disso, você começa a criar sua rede de mentores e, talvez, de possíveis clientes.

Passo 3: Comece a preparar suas finanças.

Levará muito mais tempo do que você acredita para você começar a ganhar dinheiro. E levará muito mais tempo ainda para você conseguir um investidor para seu negócio. Muitas pessoas desistem antes mesmo de começar por falta de dinheiro. As pessoas que seguem os passos 1 e 2, começam mesmo com pouco ou nenhum dinheiro. Isso diferencia uma pessoa empreendedora.  Ser persistente é condição fundamental para o sucesso.

Passo 4: NÃO comece abrindo um CNPJ.

Faça todos os experimentos e validações sobre seu novo negócio antes de abrir um CNPJ. Primeiro você deve descobrir o que você vai vender, para quem você vai vender e como você vai vender. E não se esqueça de encontrar quem serão as entidades parceiras do seu negócio. São elas que ajudarão você a vender. Começar gastando em abertura de empresa, decoração de escritório e contratação de funcionários é um péssimo negócio para uma startup. Isso geralmente funciona para negócios tradicionais. Dificilmente funciona para negócios inovadores e disruptivos. Invista a maior parte de seu dinheiro inicialmente seguindo os três primeiros passos.

Recomendação: Comece com o apoio de uma aceleradora.

Você não precisa começar sem ajuda de mentores especialistas. Aceleradoras são como escolas de startups. Além de mentores com experiência, elas possuem programas estruturados que fazem você economizar tempo e dinheiro. Também ajudam a colocar sua ideia de negócio na direção certa. São, também, comunidades de empreendedores que compartilham expertise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *